Resenha: Rock Star, da S. C. Stephens

Oi oi gente!!

A resenha de hoje é do spinoff da Trilogia Rock Star, da autora S. C. Stephens. Que foi publicado aqui no Brasil pela Editora Valentina. E vai contar a história de Kellan, o vocalista com problemas do passado...
Uma dor vibrou no meu peito, enquanto eu os observava. Era como ver carinho e amor personificados. Pessoa nenhuma jamais havia me tocado daquele jeito. Pelo menos, não de uma forma sexual. Não pela alegria do contato, sem nenhum outro plano ou intenção. Observar o que eles dois tinha construído juntos foi quase demais para suportar, mas eu não conseguia desviar os olhos deles. Era assim que o amor deveria ser?

Título: Rock Star 
Série: Trilogia Rock Star #1.5
Autora: S.C. Stephens
Editora: Valentina
Páginas: 512
Onde encontrar: Amazon   |  Loja  |  Skoob
Ele é intenso, complicado e perigoso. Ele é demais! O único lugar onde Kellan Kyle sempre se sentiu em casa foi no centro de um palco. Tocando guitarra num bar escuro, ele consegue esquecer o passado doloroso. Nos últimos tempos a sua vida se resume em três coisas: música, seus companheiros de banda e intensos encontros sexuais. Até que uma mulher muda tudo... Kiera é o tipo de garota que Kellan jamais deveria desejar -- ela é inteligente, doce, e também a namorada do seu melhor amigo. Convencido de que nunca conseguirá merecer o amor dela, ele esconde a sua crescente atração... até que o coração atormentado de Kiera oferece a Kellan algumas pistas de que os sentimentos dele podem ser correspondidos. Agora, não importam as consequências, Kellan tem uma certeza: não vai deixar Kiera escapar sem lutar por ela. Em Intenso Demais, Kiera contou sua história. Agora é a sua vez ouvir a versão pela boca do “rock star” sexy que cativou fãs do mundo inteiro.
Nesse livro vamos conhecer um pouco mais sobre Kellan Kyle. Ele é o vocalista da banda de rock D-Bags. E desde pequeno Kellan já sabia que não teria o amor paterno, pois, ele nasceu depois que a sua mãe traiu o seu pai.

Com toda essa carga emocional, Kellan acaba crescendo e procurando de toda forma preencher esse vazio que a falta de amor na infância e adolescência acabou criando. Bom, como eu já mencionei no inicio, Kellan é o vocalista, e por causa disto ele teve "acesso" a mais mulheres do que ele sonhava. 
 Porém, ao passar dos anos ele vai ficando entediado, pois, nem mesmo a música e o sexo, estão dando contra da solidão e dor que ele carrega.
Kiera Allen é uma jovem que ama o seu namorado Denny, e faria de tudo por ele. Mas foi só conhecer Kellan que tudo começou a dar errado e ficar confuso em sua vida. Ela era universitária e garçonete em um bar, antes de Denny dar a ideia de se mudarem para Seattle. Mas como não tinha para onde ir logo no inicio, foram morar na casa de Kellan, que por sinal é o melhor amigo de Denny. 
"Droga! Será que ela não podia ver o quanto me machucara? Por que ela não conseguia enxergar que eu a amava? Por que não podia me amar de volta? Diga a Denny para ir embora, Kiera. Me escolha!... Só que isso nunca iria acontecer. Havia uma chance de meus pais voltarem de suas sepulturas e me pedirem desculpas por décadas de abuso e negligência. Isso provavelmente me machucaria muito menos, também."
Kellan acaba se apaixonando por Kiera, e para tudo desandar de vez. Ela começa a corresponder a ele, e dando sinais claro do quanto gosta dele. Claro que, o livro vai contar muito mais do que apenas esse triangulo amoroso. Vamos acompanhar o inicio da banda, como foi a criação de Kellan e como ele se sentia com tudo isso. E claro, se companheirismo com os amigos.
Às vezes as coisas mais bonitas do mundo são ignoradas por causa de outras mais chamativas e ofuscantes. Eu preferia a beleza tranquila.
Rock Star tinha tudo para ser o tipico clichê de um amigo que se apaixona pela namorada do melhor amigo. Mas a autora acaba introduzindo alguns acontecimentos do passado de Kyle que nos leva a entender o porque dele ser egocêntrico, safado e carente. E também a autora fez um triangulo amoroso de tirar completamente o folego.
A capa segue a linha dos outros livros da série, dentro do livro vamos encontrar uma diagramação simples. Porém, as folhas são brancas, o que me assustou logo no inicio da leitura. 

O livro é narrado apenas pelo ponto de vita de Kellan,sendo tudo bem descrito (tanto o passado, como o momento atual dos personagens), e isso, na minha opinião foi ótimo porque ele é o personagem principal e que merece total atenção do leitor.


Espero que tenham gostado da resenha e da minha opinião.
Beijoss, e até a próxima!!

Sou Alice Mendes, tenho 21 primaveras e sou Pernambucana. Aqui você encontra um pouco de tudo que eu mais amo no mundo: livros, seriados, filmes, fotografia e muito mais ;)

Busca

Facebook

Seguidores

Arquivos

Populares

Editoras Parceiras 2019

Tecnologia do Blogger.

FADA SCRAP FESTA