Resenha: Jogos Malignos, da Angela Marsons (Detetive Kim Stone #2)



- Ok, primeira pergunta, o que é exatamente um sociopata? - É uma pessoa sem consciência. Isso simplesmente não existe na estrutura genética delas. São incapazes de sentir preocupação ou amor por algum outro ser vivo e é algo surpreendentemente presente em mais ou menos quatro por cento da população. Essas pessoas costumam ser carismáticas, sexy, divertidas e ter um charme superficial que lhes permite seduzir as pessoas.
Oi oi gente!

recentemente comecei a ler livros de suspense e mistério, e após ler Silenciadas, acabei indo atrás de outro livro. Assim que li o titulo fiquei curiosa para saber mais sobre o enredo. Mesmo com uma sinopse que fala basicamente o que você vai encontrar durante a leitura.



Autora: Angela Marsons

Série: Kim Stone #2
Ano: 2019
Páginas: 320
Editora: Gutenberg
Onde encontrar: Skoob  |  Amazon
Quanto maior o mal, mais mortal é o jogo…Quando o corpo de um estuprador é encontrado mutilado em uma cena de esfaqueamento brutal, a Detetive Kim Stone e sua equipe são chamadas para encontrar uma solução rápida para o caso. Porém, à medida que novos eventos perturbadores vêm à luz, logo fica claro que há alguém ainda mais sinistro por trás do que parecia ser apenas um crime de vingança.Com a investigação ganhando força e tentando expor os segredos de uma doentia rede de pedofilia, Kim encontra-se na mira de um sociopata cruel, que parece conhecer suas fraquezas.Mas cada movimento da Detetive Stone pode ser fatal, e quando o número de vítimas começar a aumentar, Kim terá que cavar mais fundo do que nunca para deter o assassino. Desta vez, ela terá que lutar pela própria vida.

Em Jogos Malignos vamos acompanhar a detetive Kim Stone e seu parceiro Bryant nas investigações de crimes que acabam surgindo um atrás do outro, e tudo com o que de tem algo por trás, mas você não sabe o que é.

Realmente não sei fazer resenha de livo de investigação, porque posso falar demais ou de menos, e nem perceber. Essa obra é o segundo da série, sendo o primeiro o livro Gritos no Silêncio e com toda certeza promete ser um dos melhores livros do gênero Thriller psicológico. 


Enfim, vamos acompanhar a detetive Kim solucionar o caso de pedofilia infantil, onde o acusado do crime é o próprio pai da criança - o senhor Leonard, assim, que o caso está prestes a se encerrar, acontece alguns imprevistos com um dos policiais que acabou agredindo o pai, e isso acaba se tornando uma dor de cabeça para a detetive e os investigadores, por te sido uma investigações de meses.


Após um tempo, um corpo é encontrado num beco todo perfurado com múltiplas facadas. O corpo é de Allan Harris, um homem de 45 anos, até então, um estuprador que acabou de sair da cadeia por causa de sua pena que foi reduzida. Após esse caso a detetive Stone recebe vários outros. A semelhança entre cada um dos casos, é que tem um detalhe parecido em cada um... ou não, e é isso que Kim percebe.


Ser bonita e inteligente não era infringir nenhuma lei, e Kim se deu conta de que precisaria pensar cuidadosamente no próximo passo. Sua própria fachada tinha sido construída de maneira cuidadosa, camada por camada, ao longo de muitos anos, mas nunca havia conhecido alguém como Alexandra Thorne.
Assim surge a sociopata manipuladora, que é a pessoa que está fazendo a cabeça de pessoas com passados fragilizados e problemáticos, levando elas a cometerem crimes brutais. Quando a detetive Stone foca em encontrar essa sociopata, percebe que pode ameaçar o seu passado e sua reputação, já que a mesma tem segredos que pretende deixar guardados.


No final das contas, tudo se resumia a uma única questão. Estava preparada para entrar nessa arena e arriscar sua frágil psique para descobrir toda a verdade?
Vamos acompanhar os investigadores, o Bryant e claro a detetive Kim Stone a resolver cada caso que vai surgindo. A autora consegue nos envolver a partir da primeira página, e isso é incrivelmente perfeito já que pra muitos esse não é um gênero muito fácil de se ler.

O livro tem cerca de 300 páginas, e a cada capitulo você sente que o mistério esta perto de ser revelado e tudo vai ser resolvido. Mas claro, vamos também acompanhar a vida pessoal da detetive e como ela se sente com as ligações de cada crime.

Não contei nem 10% dos crimes, como por exemplo a testemunha principal ou o porque dos assassinos fazerem o que fizeram. E a causa de tanta brutalidade nos assassinatos.
Sei que esse gênero tem que ser lido com cuidado, mas a obra inteira é muito bem desenvolvida e a cada momento você sente o desenrolar das investigações de perto, por causa da narração.
A diagramação está perfeita, e não encontrei nenhum erro durante a leitura. A autora como sempre arrasou na história e pretendo ler o primeiro livro também, já que esse livro faz parte de uma série.

A editora Gutenberg arrasou na edição, com a capa tendo uma paleta de cores dando o suspense necessário para o enredo. Eu super recomendo você começar a ler esse livro se você adora suspense e Thriller. Pois, além de leiga nesse gênero, sou muito eclética, então já li de tudo para saber que esse livro é perfeito para ser lido num final de semana.

Como eu já havia dito, não sei fazer resenha de thriller, porque sempre acho que deixei algo de fora da resenha, e quase sempre é algo necessário para o entendimento da história. Peco apenas que confiem na sinopse pois ela é bem fiel a premissa do livro e realmente é um livro com grandes mistérios e revelações.
Beijoss, e até a próxima!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário



O cheiro de livros me dá as boas-vindas imediatamente e eu me sinto em casa. Pode me chamar de Alice, tenho 22 anos (com carinha de 15). Aqui você vai encontrar de tudo um pouco, porque sou uma estudante de publicidade eclética e hiperativa de 6h às 18h.





Colaborador


Busca

Facebook

Seguidores

Arquivos

Populares

Editoras Parceiras 2019

Tecnologia do Blogger.