Book Review: Silenciadas, da Kristina Ohlsson

Oi Oi gente!

A resenha de hoje é do segundo livro de uma trilogia, publicada aqui no Brasil pela editora Gutenberg. Kristina Ohlsson é a autora por trás dessa magnifica história de investigação e muito suspense.


Autora: Kristina Ohlsson
Editora: Gutenberg 
Ano: 2019
Páginas: 320
Onde encontrar: Skoob  |  Amazon
Quinze anos atrás: uma adolescente é surpreendida enquanto colhia flores para a celebração do solstício de verão e brutalmente violentada. No presente, um homem é morto em um atropelamento. Ele não tem nenhuma identificação e não é reportado como desaparecido. Ao mesmo tempo, um sacerdote e sua esposa são encontrados mortos em um aparente duplo suicídio. Fredrika Bergman, juntamente com a equipe de investigação de Alex Recht, é encarregada de casos aparentemente desconexos. A investigação leva a uma rede de contrabando de pessoas: um novo agente a operar rotas de imigração ilegal a partir de Bangkok, Tailândia. À medida que a polícia desmantela o esquema, começa a se revelar uma trilha que remonta à década de 1980, a um crime não denunciado, mas cujas consequências irão muito além do que qualquer um poderia esperar.“Ohlsson sem dúvida vai se juntar a Jo Nesbø na maioria das listas de leitura obrigatória de literatura policial escandinava.
Como já havia dito, esse é o segundo livro de uma trilogia. Em Silenciadas vamos acompanhar a historia de Fedrika Bergman, Alex Recht e de alguns investigadores envolvidos nos casos, porém, o foco é mais os dois investigadores que juntos fazem a melhor investigação e dão um show nos mistérios que acabam aparecendo durante a leitura. 

Logo no inicio somos apresentados a uma jovem garota que estava colhendo flores, e tendo uma tarde tranquila. E logo depois, ela é abusada sexualmente, por alguém que aparentemente ela conhecia. E sem deixar de mencionar que os seus pais são bem misteriosos, mesmo disfarçando em alguns momentos. Eles fazem algo que deixa ela marcada pra sempre, e não estou falando do abuso.

Quando o carro parou na porta da casa, ela ainda estava deitada na campina, incapaz de se levantar. As nuvens pareciam executar um balé canhestro contra o céu azul. O mundo parecia inalterado, embora o seu mundo particular tivesse se espatifado para sempre. Ela continuou lá, deitada, até perceberem sua ausência e saírem para procurá-la. No momento em que a encontraram, já tinha se tornado outra pessoa.
Na segunda parte do livro, somos levados para Estocolmo, onde o pastor Jakob está dando uma palestra sobre imigração e todos os imigrantes, e falando sobre o seu posicionamento sobre o assunto. Ele está com a sua esposa - Marja Ahlbin, e logo depois são encontrados mortos no quarto. Um homicídio que foi seguido de suicídio. Sendo que esse caso tem relacionamento com o estupro de anos atras.

Paralelamente ao segundo caso, vamos para Bangkok - na Tailândia, onde tem uma mulher investigando um projeto sigiloso, onde qualquer deslize pode acabar revelando tudo... ou nada. Mas de repente ela tem todos os seus dados apagados do sistema. Como se ela tivesse sido apagada do mundo

Além de todas essas investigações vamos ter também o desenrolar da vida pessoal dos agentes. A Fedrika está gravida e está passando pelos seus últimos estágios da gravidez, sem falar nos problemas que está tendo seu "relacionamento" com Spencer, e claro, com situações que podem prejudicar ela no ambiente de trabalho. Não posso deixar de falar de Alex e Peder, que estão cada um passando por problemas nos seus relacionamentos.


Alguém dissera uma vez que não há mais nada solitário do que se relacionar com a pessoa errada. Poucas pessoas sabiam disso melhor do que o homem que é privado do seu sono.

A capa segue a linha de cores e detalhes dos outros livros, com imagens que remetem a uma das histórias. A quantidade de personagens principais e secundários é bem pequena, e não me deixou perdida em nenhum momento.

A diagramação ficou perfeita, do tamanho perfeito para a leitura. As páginas são amareladas e não deixam a vista cansada em nenhum momento, e vale ressaltar que esse livro é de investigação e suspense, então pode em alguns momentos causar cansaço com a quantidade de pistas e histórias.


O livro tem cerca de 300 páginas e é narrado em terceira pessoa, e parece mais um CSI literário, bem complexo e com mistérios que só vão se desenrolar após algumas investigações e relatos que os investigadores encontram. Os capítulos são longos, porém, muito bem amarrado em cada parte da história, fazendo você largar apenas no final. 

Mesmo sendo o segundo livro de uma trilogia, não é necessário se ler por ordem. Eu comecei pelo segundo, e não me arrependo, super recomendo ler a obra da autora, se você gosta de mistérios, dramas e suspense. E para você que quer saber sobre os outros livros, abaixo está o link para compra.



Indesejadas: Link
Desaparecidas: Link

Beijoss, e até a próxima!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário



O cheiro de livros me dá as boas-vindas imediatamente e eu me sinto em casa. Pode me chamar de Alice, tenho 22 anos (com carinha de 15). Aqui você vai encontrar de tudo um pouco, porque sou uma estudante de publicidade eclética e hiperativa de 6h às 18h.





Colaborador


Busca

Facebook

Seguidores

Arquivos

Populares

Editoras Parceiras 2019

Tecnologia do Blogger.