Resenha: Quem era Ela?, de JP Delaney

Oi minha gente! Como combinado com a chefinha Lice, fiquei responsável por postar hoje.
 No post de hoje eu vim falar desse livro maravilhoso, que me deixou tão sem palavras que li em apenas um dia! Lembrando que dei 5 estrelas no skoob. E isso é muito raro hahaha.



Quem é ela? (Título do livro, rs)  É um trilher psicológico que meche demais com a mente da pessoa! Pelo menos com a minha. Não sosseguei até eu terminar de ler, coisa de 10/11 horas.
Eu indico muito pra quem quer começar a ler algo do gênero. Lê a sinopse aí embaixo.


Autor(a): JP Delaney
Editora: Intrínseca 
Ano: 2017
Páginas: 366
Onde encontrar: Saraiva  |  Amazon  |  Skoob
É preciso responder a uma série de perguntas, passar por um criterioso processo de seleção e se comprometer a seguir inúmeras regras para morar no nº 1 da Folgate Street, uma casa linda e minimalista, obra-prima da arquitetura em Londres. Mas há um preço a se pagar para viver no lugar perfeito. Mesmo em condições tão peculiares, a casa atrai inúmeros interessados, entre eles Jane, uma mulher que, depois de uma terrível perda, busca um ponto de recomeço.Jane é incapaz de resistir aos encantos da casa, mas pouco depois de se mudar descobre a morte trágica da inquilina anterior. Há muitos segredos por trás daquelas paredes claras e imaculadas. Com tantas regras a cumprir, tantos fatos estranhos acontecendo ao seu redor e uma sensação constante de estar sendo observada, o que parecia um ambiente tranquilo na verdade se mostra ameaçador.Enquanto tenta descobrir quem era aquela mulher que habitou o mesmo espaço que o seu, Jane vê sua vida se entrelaçar à da outra garota e sente que precisa se apressar para descobrir a verdade ou corre o risco de ter o mesmo destino. Com um suspense de tirar o fôlego e um clima de tensão do início ao fim, JP Delaney constrói um thriller brilhante repleto de reviravoltas até a última página. Uma história de duplicidade, morte e mentiras.


Genteeeee! O livro já teve os direitos adquiridos pra  cinema, qualquer dia desses tem filmeeee.(descobri agora,junto com vocês. Chique né?)


As narradores da história são as próprias inquilinas Emma: ( inquilina anterior) e Jane a (Inquilina atual). A história se Desenrola em capítulos alternados dos pontos de vista delas, mas quem é a narradora confiável de Jane ou Emma.

Emma se mudou para a casa com seu namorado, o Simon. Depois de ter passado por um assalto violento em seu antigo apartamento. Jane aluga a casa procurando reconstruir a vida, após a morte do seu bebê. Fica claro então que elas estão tentando se recuperar de traumas. Além disso as moças são fisicamente muito parecidas e provavelmente por essas razões foram as escolhidas pelo obsessivo Edward, o dono da casa, para viverem na casa que ele construiu. por outro lado as duas  possuem temperamentos diferentes.  uma um pouco caótica e impulsiva. A outra mais calma e determinada. Enquanto tenta  descobri quem era aquela mulher que habitou o mesmo espaço que o seu.  Jane vê  sua história se entrelaçar com o dela e se sente que precisa se apressar para descobrir a verdade ou corre risco de ter o mesmo destino......

O quote que representa o livro:


A vida é curta demais para ser desperdiçada no relacionamento errado.

Embora eu achei que o enredo se resolveu  um pouco rápido demais no final,  Quem era ela é um suspense  inteligente. Recomendo demais pra quem tá de ressaca e tá sem ler alguma coisa a diaaaaas. Cheiro minha gente. S2. 

Aleatoriedades sobre Codinome Pandora, da T.J . Diniz


Oi oi gente!!
O post de hoje é sobre as curiosidades que envolve o livro Codinome Pandora e a também a autora Thialy (vulgo T.J. Diniz). Esse livro já foi resenhado aqui no blog, caso você ainda não tenha lido...
O mundo é feito de escolhas, algumas com mais consequências que outras. Alice Carter sempre entendeu isso. Entendia também que o mundo era um local perigoso para se viver. Uma jovem britânica de 18 anos que cresceu em um mundo problemático, assolado por um passado repleto de traumas. Sem o pai, que a abandonou junto ao irmão, e sem a mãe, que faleceu enquanto ainda era criança, Alice encontrou, na NSI (National Security Investigation), uma agência do governo britânico, uma forma de abandonar os fantasmas do passado. Usando o codinome Pandora e se arriscando, ela tentará dosar sua vida entre o mundo de espionagem e o mundo onde é apenas uma adolescente prestes a terminar o ensino médio. Vivendo uma vida dupla, ela terá que lidar com o próprio gênio difícil para não afastar aqueles que ama; quando um garoto irresistível aparece, aflorando seus sentimentos, Alice percebe que será mais difícil protegê-lo de sua vida conturbada com uma ameaça eminente de uma vez por todas, mesmo que isso custe seus dois mundos.
Bom, essa nova coluna está em fase de teste aqui no blog. Como o Book Review e o Book Haul, acho que vou usar mais "Aleatoriedades" para falar de fatos sobre livros e tudo mais... espero que gostem!


  • Esse não foi o primeiro nome da história de Alice Carter. Antes, a história se chamava “Agente 99”, mas a mãe da escritora a convenceu de que esse nome era péssimo.
  • “Alice Carter” era “Alice Miranda Harper”, mas a escritora achou o nome enorme e mudou para Alice Carter.
  • A história se passava nos Estados Unidos, bem no início, mas a escritora se apaixonou por Londres e mudou a história para lá. Por isso a mudança de Harper para Carter — Carter é um dos nomes mais comuns entre os britânicos)
  • O nome escolhido para quase todos os personagens foram inspirados em nomes bastante comuns, pois a escritora queria passar a ideia de que qualquer um poderia ser um espião. 
  • A escritora teve a ideia para a história quando tinha 14 anos, numa aula de redação e escreveu várias cenas avulsas até decidir escrever Codinome Pandora, quando tinha 16 anos.
  • Bem, “16” anos, pois Codinome Pandora começou a ser escrito no dia 1 de janeiro de 2014, quando a escritora tinha 15 anos, e completou 16 duas semanas depois, e foi finalizado em outubro. 
  • Norton (melhor amigo de Alice) tem um primeiro nome, e ele será revelado no segundo livro de Codinome Pandora.
  • Alice tinha, na primeira versão,  o codinome Primadona antes de Pandora.
  • O codinome Pandora foi escolhido durante uma aula de história sobre a Grécia.
  • Robert tem esse nome devido à “rápida” obsessão da escritora por Robert Pattinson.
  • Os nomes do segundo e terceiro livro já foram escolhidos.
  • O segundo livro deu um total de 778 páginas. Devido a isso, a escritora resolveu dividi-lo. 
  • O nome ficou T. J. Diniz pela complicação do primeiro nome da escritora, que nunca é pronunciado correto. 
  • O segundo livro demorou três anos para ser escrito. (E a escritora que vos escreve ainda quer melhorá-lo, pois o perfeccionismo digno do ascendente não permite deixar como está).
  • O terceiro livro se passará mais alguns anos na frente.
  • Existe uma codificação exclusiva para que informações sejam repassadas dentro da NSI e ela aparece no segundo.
  • No segundo, a história se passa nos EUA. E também terá uma ficha (detalhada) com todos os detalhes de cada agente. 
  • Algumas cenas inteiras foram escritas durante as aulas da escritora.
  • A cena da queda de Alice de Thunder foi escrita em um rascunho de redação durante uma prova. 
  • O livro foi lido mais de 37 vezes pela escritora antes de ter sido mandado definitivamente para a publicação.
  • A escritora conheceu a editora no dia que recebeu o resultado do Enem, e viu que não havia conseguido a nota para passar. Nesse dia, ela foi, e a muito contragosto, com a família a um encontro com um parente na livraria Saraiva. Ela derrubou uma pilha de livros, que, quando viu o nome da editora, resolveu mandar para a Pandorga, que não havia mandado.
  • A escritora levou 14 “nãos” antes de finalmente receber um “sim” para publicar o livro.
  • A escritora planeja lançar uma versão de “Robert” do primeiro livro, no futuro. Alguns esboços já estão feitos.
  • O final de Codinome Pandora foi escrito separadamente, ao mesmo tempo em que a escritora escrevia o 5 capítulo. 37 – Robert era um cafajeste na primeira versão de Codinome Pandora.
  • Há cenas que foram excluídas de Codinome Pandora, por causa do tamanho do livro.E essas cenas foram adaptadas para o segundo livro.
  • 7 versões foram feitas para escolha da capa do livro.
  • Existem duas formas de entrar para o treinamento da NSI, no Acampamento, antes dos 18 anos: 1 – se algum talento nato de espionagem for detectado desde cedo no indivíduo; 2 – Sendo Alice Carter. 
  • Os outros livros têm um tom mais maduro e mais sério.
  • O segundo livro foca nas relações de Alice com aqueles que ela deixou para trás.
  • A partir do segundo livro, o mundo da espionagem prevalece. 



Então, é isso!
Não sei o que dizer depois dessa quantidade enorme de curiosidades sobre o livro. Acho que agora virei fã número 1 da autora.

Espero que tenha gostado, e comentem nos comentários se gostaram ou não.

Resenha: Aos perdidos com amor, de Brigid Kemmerer (Favorito do Mês 01)

Oi gente. Só queriam pedir pra você: Leia essa resenha até o fim! Você não vai se arrepender.


Aos perdidos com amor pra mim foi uma surpresa, (linda e favoritada pra vida). Eu li ele em Janeiro, estou participando de um projeto: Um ano mágico, e o mês de janeiro foi com o tema: recomeço. 
Eu li por e-book, mas vou comprar já pra reler. É um livro que toca na alma, eu li em horas. Chorei muito, muito, muito mesmo. Rs.

Autor(a): Brigid Kemmerer
Editora: Plataforma 21
Páginas: 430
Onde encontrar: Saraiva   |   Skoob
Juliet Young sempre escreveu cartas para sua mãe. Mesmo depois da morte dela, continua escrevendo – e as deixa no cemitério. É a única coisa que tem ajudado a jovem a não se perder de si mesma. Já Declan Murphy é o típico rebelde. O cara da escola de quem sempre desconfiam que fará algo errado, ou até ilegal. O que poucos sabem é que, apesar da aparência durona, ele se sente perdido. Enquanto cumpre pena prestando serviço comunitário no cemitério local, vive assombrado por fantasmas do passado. Um dia, Declan encontra uma carta anônima em um túmulo e reconhece a dor presente nela. Assim, começa a se corresponder com uma desconhecida... exceto por um detalhe: Juliet e Declan não são completos desconhecidos um do outro. Eles estudam na mesma escola, porém são tão diferentes que sempre se repeliram. E agora, sem saber, trocam os segredos mais íntimos. Mas, aos poucos, a vida real começa a interferir no universo particular das confidências. E isso pode separá-los ou uni-los para sempre. Entre cartas, e-mails e relatos, Brigid Kemmerer constrói uma trama intensa, repleta de descobertas e narrada sob o ponto de vista dos dois personagens. Uma história de amor moderna de arrebatar o coração.

 Juliet é uma moça de 17 anos que ama a mãe e admira: uma fotógrafa que viaja o mundo retratando as guerras no Oriente Médio, ela pediu para sua mãe vir alguns dias mais cedo porque estava com saudade, mas um acidente acaba com seus planos pois sua mãe acaba morrendo.... desde pequena ela gostava de comunicar com a sua mãe através de cartas, mesmo depois da sua morte ela continua escrevendo e deixando cartas no  cemitério perto do seu túmulo, tudo estava certo até o momento que alguém  responde suas cartas e ela fica com muita raiva, e acaba respondendo também e isso acaba virando um ciclo.

Declan é um rapaz que onde passa ninguém  encarar pois ele parece ser um bad-boy!  Teve alguns antecedentes criminais e por conta disso acaba tendo que fazer serviço comunitário no cemitério ao ver uma carta com tantas emoções nas palavras e sentindo a mesma coisa que escritora ele responde e nem imagina o quanto isso vai mudar sua vida...

A história retrata sobre o luto de um jeito perfeito a escritora soube prender o leitor com palavras que todos nós perguntamos de um jeito muito especial! 😭😭😭

Você se sente na pele dos personagens.
 O livro não fala só sobre isso. Tem o perdão, o amor entre pais e filhos, a culpa e uma dúvida que ninguém esperava surge no meio do livro onde pode mudar o rumo da história ou não!
 Leiam vocês vão amar !!!!


25 de Maio. Duas famílias. Os mesmos sentimentos.


 Eu não acho que você mesma entenda o significado de Sofrimento. Se entendesse não teria perturbar do meu.


 Quando tudo ao seu redor está perdido, só há um caminho a seguir: para frente.


 Se te feri, peço desculpas.


 Todo momento é significativo.


Você não vai conseguir fazer o seu próprio caminho de olhos fechados.

Acompanhe comigo esse ano mágico.  O ano extraordinário de Deus na nossas vidas. S2

Resenha: Uma carta de amor, do Nicholas Sparks


Faz ja algum tempo que euzinha não apareço aqui. E hoje como combinei com a chefinha Lice de participar desse mês todo de posts vim aqui falar do meu queridinho o Tio Nicholas s2.

Essa leitura irá te render muitos suspiros, torcidas, e muitas lágrimas no final. Isso eu te garanto, prometo!



Autor(a): Nicholas Sparks
Editora: Arqueiro
Páginas: 277
Onde encontrar: Saraiva
Há três anos, a colunista Theresa Osborne se divorciou do marido após ter sido traída por ele. Desde então, não acredita no amor e não se envolveu seriamente com ninguém. Convencida pela chefe de que precisa de um tempo para si, resolve passar férias em Cape Cod. Lá, Theresa encontra na praia uma garrafa arrolhada com uma folha de papel enrolada dentro. Ao abri-la, descobre uma mensagem que começa assim: “Minha adorada Catherine, sinto a sua falta, querida, como sempre, mas hoje está sendo especialmente difícil porque o oceano tem cantado para mim, e a canção é a da nossa vida juntos.” Comovida pelo texto apaixonado, Theresa decide encontrar seu misterioso autor, que assina apenas “Garrett”. Após uma incansável busca, durante a qual descobre novas cartas que mexem cada vez mais com seus sentimentos, Theresa vai procurá-lo em uma cidade litorânea da Carolina do Norte. Quando o conhece, descobre que há três anos Garrett chora por seu amor perdido, mas também percebe que ele pode estar pronto para se entregar a uma nova história. E, para sua própria surpresa, ela também. Unidos pelo acaso, Theresa e Garrett estão prestes a viver uma história comovente que reflete nossa profunda esperança de encontrar alguém e sermos felizes para sempre.

Ninguém me conhece bem aqui, rs. Mas eu amo amo amo o Nicholas Sparks e eu sempre pra sempre vou defende-lo. Esse livro.... me tirou muitas lágrimas.  Como pode gente acontecer coisas assim? Eu acredito no amor. Mas eu sou daquelas que preferem finais felizes em livros (podem me julgar a rainha dos clichês)

 Sabe quando a opinião da pessoa fica dividida entre sentimentos? exatamente assim que eu fiquei quando concluir essa leitura. Esse livro é tão lindo e extremamente triste.. mas não tira todo o amor que a gente pode sentir pelo casal que existe no livro.  A história começa com Theresa uma jornalista bem resolvida, ela publica textos em uma coluna e fica particularmente interessada em uma história trágica de amor relatada em uma carta em uma garrafa.

Sim gente!!!! ela encontra uma carta jogada em alto mar e ela encontra uma carta escrita por um homem que ensinava por Garrett para sua amada Catherine. Ela fica extremamente emocionada com a história e após algumas discussões resolve publicar em sua coluna.

Essa carta faz muito sucesso e no dia seguinte ela recebe milhares de correspondências... inclusive algumas outras pessoas também com cartas semelhantes assinadas pela mesma pessoa!  Curiosa com isso ela aceita tirar umas férias e procura conhecer o escritor da misteriosa carta. quando ela chega lá rapaz  ela se depara por Garrett e a paixão com certeza foi a primeira vista.  Com vidas diferentes eles procuram conciliar o romance que acaba se desenvolvendo e e Theresa sempre tem suas dúvidas: como competir com alguém que só está nas memórias de um homem apaixonado?  Garrett vê  que ele se apaixonou por ela e ele até ele se culpa por deixar Catherine de lado, que foi o amor da sua vida durante muito tempo.

 O romance no livro é bem maduro com personagens adultos e com problemas reais o livro traz muita emoção e nessas poucas páginas a gente acaba a leitura com coração machucado e com um sorriso enorme no rosto banhado em lágrimas é claro kkkkk.


Passamos tanto tempo imaginando coisas que deixamos dizer...

A história de Theresa e Garret é simplesmente linda. O amor, medo, passado, culpas, incertezas, o futuro... tudo girava ao mesmo tempo. Eles foram destinados a ficar junto! Pelo menos por um certo período de tempo sim.

Nicholas não decepciona. Com um final não muito feliz o livro te traz uma enorme reflexão.  Indico pra todos. #leianicholas



Tag: Sim Sim Sim

Foto: We Heart It

Oi oi gente!!


Hoje trago pra vocês mais uma tag que acabei vendo no canal da Melina Souza, e achei bem criativa. Você deveria dar uma olhada e quem sabe não acabe gostando e respondendo também.
Bom, quem criou a tag foi a própria Melina e ela se inspirou na tag original da A Booktube Book. Espero que gostem das minhas respostas e sintam se a vontade para responder também.

1. Final de livro SIM SIM SIM: Um final que você amou muito, ou que te deixou inspirada;

O livro O Último Sacrificio, da série Academia de Vampiros da autora Richelle Mead. Esse final foi um dos mais amorzinhos que li e que no final fiquei totalmente encantada. 

2. Protagonista SIM SIM SIM: Um personagem principal que você adora;

Recentemente eu li Simon Vs. A Agenda de Homo Sapiens, e eu acabei ficando com o personagem na minha memória (acho que vocês me entendem). Simon é aquele personagem engraçado, cativante e bem fofo, que deixou a leitura mais leve à medida que íamos desvendando todo o suspense envolvendo BLU...


3. Série de livros SIM SIM SIM: Uma série que você adora;

A trilogia Não Pare!, da FML Pepper. É uma das minhas séries favoritas, e já tem resenha aqui no blog...

4. Casal SIM SIM SIM: Um casal que você gostou tanto que torceu pra eles existirem no mundo real;

Com certeza seria Jamie e Claire da série Outlander. Estou amando eles, e queria que eles existissem na vida real, mas como isso não é possível, eu me contento assistindo a série na Netflix.

5. Plot Twist SIM SIM SIM: Uma virada de mesa que te agradou muito;

Quem leu Três Coroas Negras, da Kendare Blake, sabe que o Plot que ela colocou no final, agradou a todos e deu um animo para o próximo livro. Então, de todos os meus livros na estante e de todos os que já li, esse foi o único Plot Twist que me agradou até o momento.

6. Decisão de protagonista SIM SIM SIM: uma escolha que você viu a personagem fazer e que você acha que teria feito igual;

Acho que apenas algumas decisões/escolhas da Tate, em O Lado Feio do Amor.

7. Gênero SIM SIM SIM: um gênero que você ama ler;

Romance de Época! 
Sei que não resenhei muitos livros desse gênero aqui no blog. Mas uma das minhas metas é resenhar os livros que li durante o ano de 2017. E um deles é Romance com o Duque, da Tessa Dare. (AMEI ESSE LIVRO E SUPER RECOMENDO!)



8. Clichê de trama SIM SIM SIM: aquela coisinha que tá em tudo que é história que mesmo assim você adora;

Eu sei que a grande maioria não gosta de um mocinho com ego (não me lembro o nome que se dar a personagens assim), mas eu adoro ler aquelas frases sarcásticas que apenas alguns personagens (com um ego maior que a Torre Eiffel) sabe dizer.

9. Recomendações SIM SIM SIM: Uma recomendação que você recebe muito e que quer muito ler;

Corte de Espinhos e Rosas, foi um dos livros que mais recebi recomendação para ler. E que ainda não li de teimosa... 

10. SIM SIM SIM. Mania de escrita: Alguma coisa que um autor ou autores fazem que você adora;

A FML Pepper colocar uma frase/gancho no final dos capítulos dos seus livros, que acaba me deixando curiosa para saber o porque daquela frase, e que no final me faz ler mais um capítulo.

11. Livro SIM SIM SIM: Um livro que você acha que todo mundo deveria ler;

Todos os livros da Brittany C. Cherry, é uma ótima pedida para você que ama livros de romance e um belo drama. 

12. Vilão SIM SIM SIM: Um vilão que você gostou tanto que torceu por ele;

Então, tem o Richard da trilogia Não Pare!. Mas até agora fiquei em dúvida se ele é o mocinho ou o vilão do bem. Esse livro se mostrou meio confuso no final das contas, mas eu gostei da história e pretendo ler o segundo livro em breve para entender esse vilão/mocinho.

13. Autor SIM SIM SIM: Um autor que se encantou já pelo primeiro livro lido

Tessa Dare!
Eu fiquei tão encantada na sua escrita e como ela sabe desenvolver um romance, sem estragar todo o resto, que acabei baixando os outros livros de uma série que estou lendo da autora. Se a autora escrever uma lista de super mercado, eu leio também :D


Bom, por hoje é só isso...
Sei que faz tempo que não trago uma tag aqui para o blog. Mas como fui marcada em vários no instagram, vou tentar responder todos aqui.

Beijoss, e até a próxima!

Mini Book Haul: Janeiro


Oi oi gente!!

No mês de Janeiro eu não recebi muita coisa para resenhar, pois já tinha recebido vários livros dos parceiros em Novembro/Dezembro. Então, esse mês de Janeiro ficou mais para ler os livros que faltavam...

Como vocês podem ver, eu recebi os dois primeiros livros da série Outlander. Eu já iniciei a minha leitura, logo logo tem resenha por aqui. Essa edição não tem nenhum adicional, apenas a capa que foi modificada. Eu soube que essa mudança foi por causa do estoque da primeira edição com as capas que já conhecemos, tinha acabado e a editora aproveitou para lançar uma novidade por causa da 3 temporada da série, que em breve chega nas telinhas (da FOX Premium).


Eu ganhei do Guilherme (@limareads) o último livro da série Elementos, da Brittainy C. Cherry. Só faltava esse livro para concluir a minha leitura do mês, e acabei lendo em dois dias...
Esse e-Book eu ganhei da editora Arqueiro para resenha (resenha aqui), não tinha lido da autora ainda, e esse foi o meu primeiro contato com ela. Claro, que eu amei a sua escrita e como ela foi encantadora desenvolvendo cada personagem... 

Eu também ganhei esses postais lindos de cada um dos livros da Abbi Glines já publicados pela Editora Arqueiro, aqui no Brasil .

Esses foram os meus recebidos do mês de Janeiro. Espero que tenham gostado, porque eu fiquei encantada em receber esses postais lindos da Abbi Glines.

Beijoss, e até a próxima!!



O cheiro de livros me dá as boas-vindas imediatamente e eu me sinto em casa. Pode me chamar de Alice, tenho 22 anos (com carinha de 15). Aqui você vai encontrar de tudo um pouco, porque sou uma estudante de publicidade eclética e hiperativa de 6h às 18h.





Colaborador


Busca

Facebook

Seguidores

Arquivos

Populares

Editoras Parceiras 2019

Tecnologia do Blogger.