Resenha: A Luz que Perdemos, da Jill Santopolo


Oi oi gente!!

A resenha de hoje é do livro mais incrível/maravilhoso que vocês vão ler nesse primeiro semestre. 

Livro: A Luz Que Perdemos
Autora: Jill Santopolo
Editora: Arqueiro
Ano: 2018
Páginas: 272
Onde encontrar: Skoob  |  Amazon

Lucy e Gabe se conhecem na faculdade na manhã de 11 de setembro de 2001. No mesmo instante, dois aviões colidem com as Torres Gêmeas. Ao ver as chamas arderem em Nova York, eles decidem que querem fazer algo importante com suas vidas, algo que promova uma diferença no mundo.
Quando se veem de novo, um ano depois, parece um encontro predestinado. Só que Gabe é enviado ao Oriente Médio como fotojornalista e Lucy decide investir em sua carreira em Nova York.
Nos treze anos que se seguem, o caminho dos dois se cruza e se afasta muitas vezes, numa odisseia de sonhos, desejo, ciúme, traição e, acima de tudo, amor. Lucy começa um relacionamento com o lindo e confiável Darren, enquanto Gabe viaja o mundo. Mesmo separados pela distância, eles jamais deixam o coração um do outro.
Ao longo dessa jornada emocional, Lucy começa a se fazer perguntas fundamentais sobre destino e livre-arbítrio: será que foi o destino que os uniu? E, agora, é por escolha própria que eles estão separados?
A Luz Que Perdemos é um romance impactante sobre o poder do primeiro amor. Uma ode comovente aos sacrifícios que fazemos em nome dos ­nossos sonhos e uma reflexão sobre os extremos que perseguimos em nome do amor.

Em A Luz que perdemos vamos acompanhar a trajetória do casal Lucy Carter e Gabriel Samson, após eles se conhecerem no dia 11 de Setembro de 2001 (no dia do atentado as Torres Gêmeas em Nova Iorque).
Você me marcou. Sabia? Você. O 11 de setembro. Quem sou, as escolhas que fiz, devo a você. Por causa daquele dia.
Aquele dia marcou a vida de ambos, e a partir daquele dia os dois além de se apaixonarem, também decidem fazer algo diferente para a vida deles... e para o mundo.

Gabe então decidi viajar para o Oriente médio, onde se situou e investiu em ser Fotografo. Enquanto Lucy ficou para continuar com sua vida e seu sonho em Nova Iorque

Após anos separados, Gabe volta e encontra Lucy em um relacionamento com o maravilhoso e adorável 一 Darren. Onde estão juntos a quase 13 anos, e vivem felizes. Porém, Lucy ainda sente falta de Gabe e com sua volta ela começa a sentir sentimentos que a muito tempo tinha esquecido. 

Mesmo com todo a dor e medo que sentiram, será que são capazes de se amarem novamente. Ainda mais, sem nunca terem se esquecido.
Durante a leitura fica bem óbvio a sintonia que o casal tem (ou tinha, antes de se separarem), e também você consegue perceber o queão perfeitos ficam juntos. Além de se apoiarem como amigos, Lucy e Gabe se completam e fazem algo maravilhoso para a vida de cada um...
Durante anos eu me senti culpada porque nos beijamos pela primeira vez enquanto a cidade ardia. Culpada por ter sido capaz de me perder em você naquele instante. Mas depois soube que não fomos os únicos. Pessoas me contaram, em voz baixa, ter feito sexo naquele dia. Concebido um filho. noivado. ter dito eu te amo pela primeira vez. Há algo na morte que faz as pessoas desejarem viver. Nós queríamos viver naquele dia, e não nos culpo por isso. Não mais.
Bom, o livro aborda um assunto muito importante e famoso em alguns relacionamentos, que é seguir seu sonho ou viver com a pessoa amada, e nunca saber o que iria acontecer se tivesse ido por outro caminho. A autora também fala sobre superação e amadurecimentos de uma forma incrível. 

 A capa tem uma paleta de cores lindas, e é em alto relevo o que deixa qualquer leitor louco para ter esse livro em mãos. A diagramação "bera" a perfeição, do tamanho ideal. 




Esse livro é aquele tipico romance dramático que vai te dar ótimas lições de vida e ainda te deixar encantada com a história de um casal lindo e que juntos estão superando as marcas do tempo.

Às vezes tomamos decisões que achamos corretas, só que, mais tarde, percebemos que eram erros óbvios. Há porem, algumas escolhas que continuam acertadas mesmo a luz do tempo.


A Luz que Perdemos é aquele tipico livro que faz os fãs do gênero suspirar a cada página. A escrita da Jill é incrível, de uma forma que você se sente confortável e ansiosa para saber o desfecho dessa trama. Com uma narrativa delicada a autora fez com que nós sentíssemos tudo e ainda por cima nos fez refletir a cada momento.

Então é isso gente, espero que tenham gostado da resenha. Qualquer coisa sobre a obra, me contem nos cometários.

Beijoss, e até logo!

Um comentário:

  1. Oi Alice
    Eu quero muito ler esse livro porque ele parece Um Dia, mas não sei se tenho coragem de encarar a trama se algum dos personagens morre, quero evitar ao máximo enredos assim.
    Beijos
    http://www.suddenlythings.com/

    ResponderExcluir

Sou Alice Mendes, tenho 21 primaveras e sou Pernambucana. Aqui você encontra um pouco de tudo que eu mais amo no mundo: livros, seriados, filmes, fotografia e muito mais ;)

Sorteio

Busca

Facebook

Seguidores

Arquivos

Populares

Editoras Parceiras 2019

Tecnologia do Blogger.

FADA SCRAP FESTA