Resenha: Nada escapa a Lady Whistledown, da Julia Quinn, Suzanne Enoch, Karen Hawkins e Mia Ryan


Oi oi gente!!
Em Nada escapa a lady Whistledown, a cronista eternizada por Julia Quinn continua a revelar os acontecimentos mais apimentados da temporada londrina. Suas colunas são o fio condutor das quatro histórias que formam esta encantadora e divertida coletânea.

Ele a beijou até ela achar que desmaiaria de desejo. Ele a beijou até ela achar que desmaiaria de falta de ar. Ele a beijou até que ela não conseguisse pensar em nada além dele, não conseguisse ver nada além do rosto dele em sua mente e até que não quisesse mais nada além do sabor dele em seus lábios... para sempre.

Autoras: Julia Quinn, Suzanne Enoch, Karen Hawkins e Mia Ryan
Páginas: 332
Editora: Arqueiro
Ano: 2018
Onde encontrar: Skoob  |  Amazon

Há tanto a ser dito sobre o baile oferecido por lady Trowbridge, em Hampstead, que esta autora não teria como contar tudo em só uma coluna...
Crônicas da sociedade de lady Whistledown, maio de 1813
Julia Quinn encanta...
A alta sociedade está em polvorosa, afinal a debutante mais promissora da temporada foi rejeitada por seu pretendente... apenas para ser conquistada em seguida pelo charmoso irmão mais velho do canalha que não a quis.
Suzanne Enoch fascina...
Um futuro noivo fica sabendo que o comportamento escandaloso de sua bela prometida foi parar na coluna de lady Whistledown e volta correndo para Londres com o intuito de ganhar o coração da moça de uma vez por todas.
Karen Hawkins seduz...
Um conhecido libertino tem sua amizade mais antiga e seu coração postos à prova quando uma adorável dama se encanta por outro cavalheiro.
Mia Ryan delicia...
Uma jovem é despejada da própria casa por um detestável – embora charmoso – marquês que pretende tomar posse não apenas do imóvel, mas também de sua antiga moradora.
No primeiro livro o que tínhamos em comum além das cronicas de Lady Whistledown, era o bracelete desaparecido. Mas o único vinculo que temos nesse segundo livro é as colunas de Lady Whis, e como ela estava em todo lugar... vendo e ouvindo tudo.

Um Amor Verdadeiro, vai nos contar a história de Lady Anne Bishop e do Marques Halfurst, mais conhecido como Maximiliam. Os pais do casal eram bons e velhos amigos, e decidiram dar a mão dos filhos em casamento (o famoso casamento arranjado). Porém, o tempo passa e Anne não tem mais noticia de seu noivo, o que leva a ela ser uma jovem de 19 anos "livre" para ir aos bailes e jantares com os amigos. O que Anne não esperava era cometer um erro, e acabar parando na coluna semanal de Lady Whistledown. Quando o Marques lê sobre sua noiva, e o que ela anda fazendo nos bailes londrinos, decide busca-la pessoalmente para casar com ela e leva-la para junto dele em Yorkshire.

Mas o que Max não esperava era ver uma jovem linda e muito inteligente, que está aborrecida com ele, já que, apos 19 anos ele nunca foi atrás dela nem mesmo para saber como ela estava, nem mesmo uma simples carta ele mandou.
Agora ele terá que conquista-la e fazer com que ela se apaixone por ele... 
[...]Não se trata de sensatez, e sim de paciência. A senhorita nasceu para ser minha. Pretendo tê-la.
Dois Corações, começa com a história de Elizabeth Pritchard  — uma jovem linda e extrovertida, que mesmo com esses atributos ela continua solteira. A Srta. Liza é uma jovem que gosta de ter amigos, sendo a sua melhor amiga Margaret Shelbourne e o irmão de Margaret  — Royce Pemberly.
Royce é o tipico solteirão da cidade, que apenas não quis se casar ainda. Porém, a partir do momento que Liza se encanta por um pretendente e diz que vai se casar. Algo desperta em Royce, e o que mais poderá ser se não fosse amor pela sua unica e melhor amiga?

Nenhum dos dois nunca deram a entender que sentiam algo um pelo outro, mas quando Liza finalmente se vê livre da solteirice é quando o amigo vai fazer algo... o que me deixou bem irritada com esse conto foi esse detalhe. Nesse conto vamos encontrar uma história de amizade e companheirismo, de uma forma leve e encantadora. 
Uma dúzia de Beijos, é o conto que eu gostei e não gostei. Essa história além de intensa é bem envolvente (até aí, tudo bem!), porque isso me deixou feliz. Mas a criação dos personagens foi o ponto negativo, pois eu peguei um ranço por uma personagem que não vou citar quem é, que me deixou com raiva durante toda a leitura. Esse conto será uma surpresa para você querido leitor que ainda não leu nada da autora.

Trinta e seis cartões de amor, é o ultimo conto do livro e o que eu mais amei. Além do romance que encontramos nesse conto temos uma grande história por trás dela. Vamos conhecer Suzannah Ballister e David Mann-Formsby. Suzannah passou toda a sua temporada sendo cortejada por Clive  — irmão mais novo de David. E quando chegou o momento dele anunciar o noivado em um baile, Clive acaba pedindo a mão de uma outra moça no recinto e deixando todos surpresos. O que ocasionou na reclusão de Suzannah por um ano em uma das fazendas de sua família
Após um ano depois do ocorrido, Suzannah voltou para debutar mais uma vez. Porém, ela não era mais a estrela da temporada,  começou a tomar chá de cadeira com as outras solteironas. 

Quando David encontra Suzannah em um evento, se vê encantado pela sua sinceridade e beleza, e percebe que querendo  — ou não — o irmão mais novo fez certo em não se casar com ela. Porque ela na verdade nasceu para ser sua esposa, e ele vai "lutar" para conquistar ela.

Esse conto foi O MELHOR CONTO DE TODOS OS QUE EU JÁ LI!
De todos os livros que já li esse ano, Nada escapa de Lady Whistledown chegou para ficar no topo da lista. Eu simplesmente amei cada conto, e mesmo com alguns pontinhos negativos eu ainda amei as histórias. As autoras tem uma forma de narrativa que nos encanta e deixa a leitura mais deliciosa.

As histórias continuam sendo narrado em primeira pessoa, e temos no inicio de cada capitulo uma crônica de Lady Whis, relatando e apimentando a sociedade Londrina. O livro tem uma diagramação maravilhosa com detalhes bem delicados lembrando bem que estamos lendo um livro do século XIX.

Espero que tenham gostado da resenha, e me contem aí nos comentários se já leram algum livro das autoras.

Beijoss, e até a próxima!!

2 comentários:

  1. Oi, Alice
    Eu quero muito ler esse livro, acho que mais que o primeiro porque sinto maior curiosidade a respeito da patinação no gelo, acho muito interessante. Só não leio porque não sou fã de contos, fico sempre enrolando para ler, mas vou tentar vencer essa barreira.
    Beijos
    http://www.suddenlythings.com/

    ResponderExcluir
  2. Oi, Alice!
    Quando eu vejo as resenhas desses livros da Julia Quinn, me dá até vontade de tentar voltar a ler os livros dela. Minha experiência não foi boa, mas acho que fiz algo errado hahaha Todo mundo ama os livros dela, então vou tentar de novo!
    Beijinhos,

    Galáxia dos Desejos

    ResponderExcluir

Sou Alice Mendes, tenho 21 primaveras e sou Pernambucana. Aqui você encontra um pouco de tudo que eu mais amo no mundo: livros, seriados, filmes, fotografia e muito mais ;)

Busca

Facebook

Seguidores

Arquivos

Populares

Editoras Parceiras 2019

Tecnologia do Blogger.