Resenha: Ink Me - Paixão marcada a tinta da Ivanka Majewski


Autora: Ivanka Majewski   |   Ano: 2016  |   Editora: Amazon   |   Páginas: 338   |   Onde encontrar: Amazon
Cara Wilson é uma artista viciada em controle e coberta em dívidas, que vive de aluguel em um pulgueiro. Tem uma vida dura, um salário que mal paga a comida, e um passado cheio de complicações. Após perder todas as oportunidades de emprego, Cara encontra a luz do fim do túnel no Ink Me, um estúdio de tatuagem no centro de Toronto, popular como seu dono frio, irônico e debochado, Derek Jones. Vulgarmente conhecido como Hammer, Derek é o típico personagem durão e desprovido de sentimentos, orgulhoso e em uma luta eterna com seus fantasmas do passado, como um grande segredo sobre sua família, uma terrível lembrança de sua ex-namorada e um alter ego perigosíssimo.Será que Cara e Derek, tão diferentes, se destruirão em orgulho e controle? Ou eles travarão uma luta muito maior do que o Ink Me? Uma leitura cheia de orgulho, desejo, traumas, poder e obsessão. Como uma tatuagem, Ink Me vai marcar você.
Ink Me é um livro feminino, com uma veia erótica. Mas, muito mais do que isso, lida com a perda e com o amor em várias faces, da traição de quem jurava amor até os traumas consequentes dessas perdas. Já o amor é registrado de várias formas, como o amor familiar, de irmãos, o orgulho e super protetor e, principalmente, o amor avesso e muitas vezes incompreendido. 

Nós começamos a leitura conhecendo a Cara Wilson. Uma jovem linda e artista, muito talentosa que no momento está cheia de dívidas e sem emprego. O seu último emprego foi na empresa do ex-namorado (Um babaca, que depois de um tempo quis controlá-la). Com o fim do namoro, ela acabou não ganhando mais os bônus e nem o salário "gordinho".
Julius o seu único e melhor amigo. Conseguiu uma entrevista de emprego em um estúdio de tatuagens chamado Ink Me. Um detalhe que vale ressaltar é que a Cara não sabia tatuar, ela ia apenas fazer as desenhos. Como ela adora tatuagens, não foi difícil ela gostar do seu novo ambiente de trabalho. Bom, até conhecer o novo Chefe...

Derek "Hammer" Jones, mas conhecido como Hammer ou Derek, é um cara lindo, Play Boy e Inteligente, mais com um péssimo controle de temperamento. Ele tem um problema com o dono do lugar o Sr.Federhen (Pai de Carmelia) onde está o estúdio Ink Me, que é amigo do seu Pai que tem um problema de relacionamento com o filho.
A parte chata (sim, chata) da vida de Derek é que ele é uma Bomba Relógio que nem a Cara. Ele tem um passado com perdas irreparáveis e terríveis. Não o assombram, mas fez ele mudar...
Como eu disse, Cara também é uma Bom Relógio. Ela perdeu os pais ainda muito jovem e se culpa por isso. O seu namorado não a ajudou muito e os tios não se preocupam com ela. A parte chata da história da Cara é que ela assombrada pelas suas perdas uma vez por ano. Ela sofre de ataque de Pânico.

Logo que Derek coloca os olhos em Cara, ele sente algo por ela. Do mesmo jeito que Cara também sente. Erik Ashburn amigo e segundo chefe do Ink Me, também gostou da Cara, mas ela só teve olhos para o Derek Jones. 
Parece clichê, mas a história passa longe de algo clichê. O livro tem uma história bem extensa, que parece uma trilogia em apenas um livro. O livro vai contar a superação de Derek e Cara com os seus relacionamentos conturbados, vai contar a história de como eles superam os seus medos e como conseguem sair da lama. Mesmo parecendo um livro que cansar, o livro tem uma fluidez muito grande. Você começa a ler e não para até terminar 💕
Durante a leitura você conhece outros personagens como o Eric o amigo de Derek, Carmelia (Carlie) uma garota louca e que gosta do Derek, Pablo Bertel e Cassie todos os personagens citados são todos tatuadores e tiveram seu espaço na narração.
Todo o livro é narrado em primeira pessoa, pelo ponto de vista de Cara e do Derek. Uma novidade para mim, é ler um livro que os personagens secundários narram a história.

Quando comecei a leitura não acreditei muito que fosse gostar, mas na verdade eu amei. Se você gosta de plot twist, New Adult, Bad boys e tatuagens, esse livro tem que ser sua próxima leitura.

Recomendo muito Ink Me!!! Por ser um retrato puro e eletrizante de um amor imperfeito, e que não encontrei mais palavras para descrever está obra (rsrsrs). Para saber mais sobre a autora, recomendo ler a entrevista que fiz com ela (Link)


O cheiro de livros me dá as boas-vindas imediatamente e eu me sinto em casa. Pode me chamar de Alice, tenho 22 anos (com carinha de 15). Aqui você vai encontrar de tudo um pouco, porque sou uma estudante de publicidade eclética e hiperativa de 6h às 18h.





Colaborador


Busca

Facebook

Seguidores

Arquivos

Populares

Editoras Parceiras 2019

Tecnologia do Blogger.