6 Livros para o dia das crianças

Foto: Tumblr

Oi oi gente!!


Estou um pouco atrasada com esse post, já que o dia das crianças é hoje e para não deixar o dia passar em branco. Vim indicar 5 livros que após ler algumas resenhas, percebi que é ótimo para você dar para alguma criança que conhecer.

Caso conheça algumas dessas obras que eu citei, ou queira me indicar mais algumas. Podem comentar aí em baixo, que eu vou adorar ler.


O Bosque Selvagem

UMA AVENTURA POR UM TERRITÓRIO MISTERIOSO E NUNCA ANTES DESBRAVADO A vida de Prue Mckeel é bem normal até seu irmãozinho ser sequestrado por um bando de corvos. Nos mapas de Portland, no Oregon, existe uma imensa área verde às margens da cidade conhecida como “F.I.”, ou “Floresta Impassável”. Ninguém nunca cruzou seus limites, ou pelo menos nunca voltou de lá para contar. É exatamente nesse lugar que os corvos pegam o irmão de Prue. E é onde começa a aventura que levará a menina e seu amigo, Curtis, até o coração da Floresta Impassável e seus perigos e maravilhas.

A Identidade Secreta dos Super-Heróis

A primeira aparição do Super-Homem em 1938 foi um momento sísmico na cultura pop mundial. Desde então, centenas de super-heróis foram criados, desconstruídos e reinventados para novas gerações de fãs de revistas em quadrinhos, especialmente os ícones da DC, Batman e Mulher-Maravilha, e os X-Men e Vingadores, do Universo Marvel.
Você sabia que o Capitão América surgiu socando Adolph Hitler em sua revista de estreia? Que vários elementos da mitologia do Super-Homem, como a kriptonita – seu ponto fraco – e o amigo Jimmy Olsen, vieram do seriado de rádio e só depois foram incorporados aos gibis? Que a famosa minissérie Guerras Secretas, da Marvel, foi criada por encomenda para lançar uma linha de brinquedos e que foi publicada no Brasil completamente adulterada e mutilada? Esses e outros segredos guardados a sete chaves pelos personagens das HQs estão em A Identidade Secreta dos Super-Heróis.
Nesta ampla e fascinante exploração do fenômeno dos heróis dos quadrinhos, Brian J. Robb mapeia a ascensão dos super-heróis americanos, do auge inicial na era da Grande Depressão em gibis descartáveis ao renascimento brilhante nos blockbusters mais populares do cinema do século XXI.

A Estranha Casa do Jabuti Cascudinho

Após se distanciar de seus pais e irmãos enquanto andavam pela floresta, o jabuti Cascudinho começa a ficar apavorado, ao sentir que estava perdido na escuridão da noite. Por sorte, Corisco, um tatuzinho bondoso que morava em uma toca ali perto, percebendo sua aflição, não pensa duas vezes e decide ajudá-lo. Assim começa entre eles uma verdadeira e eterna amizade. E surpreendendo até a si mesmo, o pequeno jabuti resolve atender ao pedido do novo amigo que queria muito conhecer sua casa.
A estranha casa do jabuti Cascudinho é uma bonita fábula que procura enaltecer a importância da família e, acima de tudo, da verdadeira amizade.

Serafina e a Capa Preta

Serafina nunca teve motivos para desobedecer ao seu pai e se aventurar além da Mansão Biltmore. Há espaço de sobra para ser explorado naquela casa imensa, embora ela precise tomar cuidado para jamais ser vista. Nenhum dos ricaços lá de cima sabe da existência de Serafina; ela e o pai, o responsável pela manutenção das máquinas, moram secretamente no porão desde que a garota se entende por gente.
Mas quando as crianças da propriedade começam a desaparecer, somente Serafina sabe quem é o culpado: um homem aterrorizante, vestido com uma capa preta, que espreita pelos corredores de Biltmore à noite. Após ela própria ter conseguido – depois de uma incrível disputa de habilidades – escapar do vilão, Serafina arriscará tudo ao unir forças com Braeden Vanderbilt, o jovem sobrinho dos donos de Biltmore. Braeden e Serafina deverão descobrir a verdadeira identidade do Homem da Capa Preta antes que todas as crianças...
A busca de Serafina a levará ao interior da mesma floresta que tanto aprendeu a temer. Lá, descobrirá um esquecido legado de magia, que tem relação com a sua própria origem. Para salvar as crianças, Serafina deverá procurar as respostas que solucionarão o quebra-cabeça do seu passado.

Ninguém Vira Adulto De Verdade

As tirinhas certeiras de Sarah Andersen, que já contam com mais de 1 milhão de fãs no Facebook, registram lindos fins de semana passados de pernas pro ar na internet, a agonia de andar de mãos dadas com alguém de quem estamos a fim (e se os dedos ficarem suados?!), a longa espera diária para chegar em casa e vestir o pijama, e a eterna dúvida de quando, exatamente, a vida adulta começa. Em outras palavras, este livro é sobre as estranhezas e peculiaridades de ser um jovem adulto na vida moderna. A sinceridade com que Sarah Andersen lida com temas como autoestima, timidez, relacionamentos e a frequência com que lavamos o sutiã torna impossível não se identificar com esses quadrinhos hilários e carismáticos.

Os Impostores - A Garota do Cemitério

Ela adotou o nome Calexa Rose Dunhill, inspirada numa lápide do sombrio ambiente em que acordou, ferida e apavorada, sem qualquer lembrança de sua identidade, de quem a jogou lá para morrer ou mesmo do porquê.
Fez do cemitério o seu lar, vivendo escondida numa cripta. Mas Calexa não pode se esconder dos mortos – e, quando descobre que possui a estranha capacidade de ver as almas se desprenderem de seus corpos...
Então, certa noite, Calexa presencia um grupo de jovens praticando uma sinistra magia. Horrorizada, testemunha o ato insano que eles cometem. Quando o espírito da vítima abandona o corpo, ele entra em Calexa, atormentando sua mente com visões e lembranças que parecem não ser dela.
Agora, Calexa deve tomar uma decisão: continuar escondida para se proteger – afinal, alguém acredita que ela está morta – ou sair das sombras para trazer justiça ao angustiado espírito que foi até ela em busca de ajuda?

Espero que tenham gostado do post, e caso já tenha comprado algo para o seu sobrinho, primo ou irmão. Me conta aqui nos comentários, que eu vou gostar de saber o que foi.

Beijoss, e até a próxima!!! 

Quotes: É Assim que Acaba, da Colleen Hoover


Oi oi gente!!

Esse livro foi um dos livros que eu li e pretendo não resenhar. Além de ainda estar abalada com a história, eu acabei de entrar em uma ressaca literária. Então, se quiserem a resenha desse livro. É só comentarem...
Acho que esse é um dos maiores sinais de que a pessoa está amadurecendo: saber admirar coisas que importam para os outros, mesmo que elas não signifiquem muito para você.

Autora: Colleen Hoover
Páginas: 368
Editora: Record
Ano: 2017
Onde encontrar: Skoob  |  Amazon
Um romance sobre a força necessária para fazer as escolhas corretas nas situações mais difíceis. Da autora das séries Slammed e Hopeless Lily nem sempre teve uma vida fácil, mas isso nunca a impediu de trabalhar arduamente para conquistar a vida tão sonhada. Ela percorreu um longo caminho desde a infância, em uma cidadezinha no Maine: se formou em marketing, mudou para Boston e abriu a própria loja. Então, quando se sente atraída por um lindo neurocirurgião chamado Ryle Kincaid, tudo parece perfeito demais para ser verdade. Ryle é confiante, teimoso, talvez até um pouco arrogante. Ele também é sensível, brilhante e se sente atraído por Lily. Porém, sua grande aversão a relacionamentos é perturbadora. Além de estar sobrecarregada com as questões sobre seu novo relacionamento, Lily não consegue tirar Atlas Corrigan da cabeça — seu primeiro amor e a ligação com o passado que ela deixou para trás. Ele era seu protetor, alguém com quem tinha grande afinidade. Quando Atlas reaparece de repente, tudo que Lily construiu com Ryle fica em risco. Com um livro ousado e extremamente pessoal, Colleen Hoover conta uma história arrasadora, mas também inovadora, que não tem medo de discutir temas como abuso e violência doméstica. Uma narrativa inesquecível sobre um amor que custa caro demais.

Acho que já esperamos demais.
Acredito que exista um homem perfeito para mim. E vivo me decepcionando, porque ninguém corresponde a meus padrões.
Às vezes choro quando fico zangada.
Eu queria que suprimir meus sentimentos pela pessoa que me machucou fosse tão fácil quanto eu julgava ser. Impedir o coração de perdoar uma pessoa que você ama é, na verdade, muito mais difícil que simplesmente perdoá-la
Às vezes você faz coisas que sabe que são erradas, mas que, de alguma maneira, também são certas? Não sei como explicar de forma mais simples.
Às vezes, as coisas mais importantes na vida de uma pessoa são as que mais a magoam. E, para superar essa mágoa, precisa cortar todas as extensões que a prendem a essa dor.

Às vezes, até mulheres adultas precisam do consolo da mãe, só para deixar um pouco de lado a obrigação de ser forte o tempo inteiro.
Não paramos de amar uma pessoa só porque ela nos magoou. Não são suas ações que magoam mais. É o amor. Se não houvesse amor ligado à ação, a dor seria um pouco mais difícil de suportar
Às vezes, minha vida me faz sentir como se tivesse perdido a capacidade de rir.

Desde que nascemos, dependemos do amor de nossos pais para continuarmos vivos.

E às vezes eu simplesmente preciso dizer para ele calar a boca e parar de sorrir, de me beijar ou de falar só para que eu possa ficar olhando para ele.”
É difícil descrever o que estou sentindo por ele.

Ele sabe exatamente onde me tocar e como me beijar.

Um livro com tantos detalhes sobre - amor, reconciliação e perdas, que você não sabe se chora (emoção) ou fica apenas olhando para a parede pensando na sua vida.
Eu terminei mais um livro da CoHo e como sempre fico imaginando como vou viver minha vida depois dessa.

Eu recomendo esse livro para quem é fã da autora, e já conhece a sua escrita. Pois, vamos encontrar mais uma história destruidora digna de Oscar.

Beijoss, e até a próxima!

O que Fazer e Não Fazer, em uma apresentação

Foto: Tumblr

Oi oi gente!!

O post de hoje é para quem está na escola ou faculdade, e precisa de umas dicas de como fazer uma boa apresentação. Essa dica eu encontrei no Elle Learns (lá no Tumblr) e achei tão legal e simples, a forma omo ela explica que acabei trazendo pra cá.

NÃO: Tenha uma abertura ruim. Não comece com: "Olá, meu nome é [NOME] e vou discutir [TEMA]". Sua abertura deve ter uma estrutura semelhante a uma introdução em um artigo. O que significa que você deve ter contexto, uma mensagem principal e uma prévia. Sua abertura é a primeira parte da sua apresentação, por isso, prenda a atenção do público desde o início.

FAZER: Prepare-se antecipadamente. Permita-se tempo suficiente para preparar suas apresentações, assim como seus recursos visuais. Por favor, não tente fazer apresentações em dois dias ou improvisar. Seu professor pode dizer a diferença entre uma apresentação bem pensada e algo que você misturou no último minuto.

NÃO: Coloque muita informação nos seus slides. Seus colegas de turma acabarão lendo os slides em vez de realmente ouvir e seu professor não ficará impressionado. Opte por uma pequena quantidade de informação usando uma estrutura de ponto de bala.

FAZER: Seja lógico. Sua apresentação deve ter um início, meio e fim claros. Evite ter tópicos por todo o lado.

NÃO: leia sua apresentação. De acordo com uma pesquisa da AMA, esse é o mais irritante hábito de apresentação e eu entendo o porquê. Você parece não profissional e o público não tem motivos para continuar ouvindo, porque eles podem ler o slide. Para evitar isso, como mencionei no segundo ponto, mantenha seus slides mínimos. Você também deve ter flashcards ou anotações do orador, mas eles não devem estar sobrecarregados com informações ou você os lerá.

FAZER: Seja criativo. Ninguém gosta de uma apresentação chata, então não tenha medo de adicionar um pouco de talento à sua apresentação. Um pouco de criatividade tornará sua apresentação mais agradável e, se for agradável, seu público entenderá melhor a mensagem de sua apresentação.

NÃO: Faça escolhas terríveis de fontes. Você deve usar um tipo de letra limpo. Ao contrário da crença popular, as fontes serif são tão boas quanto as fontes sem serifa em termos de legibilidade. Apenas certifique-se que a fonte que você usa é fácil de ler, até mesmo seus cabeçalhos. Você também quer que seus tamanhos de fonte sejam grandes o suficiente. Portanto, evite textos menores que 18px.

FAZER: Esteja atento à sua linguagem corporal. Evite cruzar os braços, mexendo-se e colocando as mãos nos bolsos. Faça contato visual com o público em vez de constantemente olhando para a tela e apenas relaxe. Seu público pode perceber se você está nervoso. Não existe uma cura para o nervosismo para aqueles que têm problemas em falar em público. Apenas pratique muito. Se você conhece muito bem sua apresentação, fica mais confiante em apresentá-la.

NÃO: Tenha pouca energia. Mesmo se você estiver apresentando sobre um tópico que não lhe interessa, é melhor você falar como se fosse sua paixão. Demonstrar entusiasmo e interesse ativo tornará sua apresentação muito melhor. Se você fala com uma voz monótona e tem uma expressão facial sem graça, sua nota será prejudicada.

FAZER: Termine com um estrondo. Resuma resumidamente sua apresentação, redigite sua mensagem e termine de uma forma que faça com que seu público reflita e pense sobre o seu tópico. Esta é a hora de ser elegante e fazer uma impressão final duradoura.

Então é isso gente, espero que tenham gostado das dicas. E se quiser mais post sobre Aleatoriedades e Dicas, é só comentar.

Beijoss, e até a próxima!

Sou Alice Mendes, tenho 21 primaveras e sou Pernambucana. Aqui você encontra um pouco de tudo que eu mais amo no mundo: livros, seriados, filmes, fotografia e muito mais ;)

Sorteio

Busca

Facebook

Seguidores

Arquivos

Populares

Editoras Parceiras 2019

Tecnologia do Blogger.

FADA SCRAP FESTA