Tudo sobre: Eu Perdi o Rumo, da Gayle Forman

Oi oi gente!!

O novo lançamento da editora arqueiro é Eu Perdi O Rumo, da autora Gayle Forman. A mesma autora de Seu eu ficar e Eu estive aqui. Eu Perdi o Rumo marca a volta de Gayle aos livros jovens, que a consagraram internacionalmente, e traz a prosa elegante que seus fãs conhecem e amam.
Os três podem ser perfeitos desconhecidos, com vidas diferentes e problemas diferentes, mas ali, naquele consultório, estão medindo a tristeza da mesma forma. Estão medindo em perdas.

Titulo original: I Have Lost My Way
Autora: Gayle Forman 
Ano: 2018
Páginas: 272
Onde encontrar: Skoob
Freya perdeu a voz no meio das gravações de seu álbum de estreia. Harun planeja fugir de casa para encontrar o garoto que ama. Nathaniel acaba de chegar a Nova York com uma mochila, um plano elaborado em meio ao desespero e nada a perder.
Os três se esbarram por acaso no Central Park e, ao longo de um único dia, lentamente revelam trechos do passado que não conseguiram enfrentar sozinhos. Juntos, eles começam a entender que a saída do lugar triste e escuro em que se acham pode estar no gesto de ajudar o próximo a descobrir o próprio caminho.
Contado a partir de três perspectivas diferentes, o romance inédito de Gayle Forman aborda o poder da amizade e a audácia de ser fiel a si mesmo. 

Resenha: 

Freya está chegando ao auge de sua carreira como cantora. Ela começou cantando com sua irmã em videos que postava no Youtube, mas apenas ela continuou cantando com o passar do tempo. Quando estava prestes a gravar o seu primeiro álbum para uma gravadora de sucesso, Freya perde a voz. E tudo indica que é por tempo indeterminado.

Harun é um jovem muçulmano, que vive om suas tradições e costumes mesmo morando em Nova York. O que nosso protagonista não esperava era se apaixonar por um homem. Agora, ele terá que ir contra seus costumes e família, para ir atrás do seu grande amor.

Nathaniel é um jovem misterioso que acabou de desembarcar em Nova York com uma mochila, um plano mais ou menos elaborado e agora, não tem mais nada o que perder.
Quando criança ele foi deixado pela mãe, e acabou sendo criado pelo pai. Com o passar dos anos, ele acabou criando uma relação turbulenta com o pai. Mas, agora que chegou em Nova York o que ele vai fazer?

Quando os três se esbarram no Central Park, tudo acaba mudando e eles percebem que cada um tem algo em comum — Perdas.

Eu Perdi o Rumo é um romance para ser degustado com calma.A autora foi extremamente inteligente na construção do enredo, pois ao focar nos personagens principais e seus dramas pessoais. Vamos acompanha temas importantes como vida profissional, primeiro amor, conflitos familiares e principalmente como uma base familiar bem construída faz diferença para uma vida. Esse romance se desenrola em 272 páginas, o que pra mim foi pouco. Já que no final eu senti falta de alguns detalhes nas histórias de Freya, Harun e Nathaniel.

O livro é narrado em primeira e terceira pessoa, o que me ajudou bastante na hora de entender o ponto de vista dos personagens e ver como era o cenário onde estavam. Esse foi o meu primeiro contato com a autora, e eu achei incrível a forma como ela consegue envolver o leitor em três histórias diferentes e logo depois ligar seus dramas em apenas um enredo.

Super recomendo o livro para quem quer ler algo após uma ressaca, e ainda por cima refletir sobre as escolhas que fez na vida.

Quotes:

 É ele quem faz tudo desmoronar, faz as pessoas desaparecerem, uma após a outra. Quem transforma tudo em cinzas. Não admira que todo mundo fuja dele.

Pode soar como um fardo, mas na verdade é o oposto. Portar a perda de alguém é ser o guardião de seu amor. Compartilhar a própria perda com alguém é uma forma de dar o próprio amor.
Os segredos entalham fissuras, que se tornam valas, que se transformam em canais, que viram rachaduras, e de repente você está só, sobre um bloco de gelo, separado de todas as pessoas que ama.Já faz muito tempo que ele se sente só.

O que esperar de Eu Perdi o Rumo?

Autora:

Gayle Forman começou sua carreira entre as letras como jornalista, mas, aos 34 anos, ingressou no mundo dos livros. É autora dos best-sellers Se eu ficar e Para onde ela foi, além de outras obras de sucesso. Eu estive aqui já teve os direitos negociados para o cinema.Atualmente, Gayle mora no Brooklyn com o marido e as filhas.

Então é isso gente, espero que tenham gostado do post. E se já leram o livro, comentem aí em baixo.

Beijoss, e até a próxima!

Quotes: Tartarugas Até Lá Embaixo, do John Green

Foto: Tumblr
Oi oi gente!!
Para quem sentiu falta do post de quotes aqui no blog, saiba que selecionei alguns livros da minha estante para postar apenas os melhores quotes. Sei que andei sumida, mas foi por causa dos estudos que estão ficando mais rigorosos e com a pressão eu fico sem idéias de posts.

O livro que escolhi foi Tartarugas até lá embaixo, do autora John Grenn. Essa leitura eu fiz com Guilherme (colaborador do blog e melhor amigo) a muito tempo, mas não tinha citado o livro aqui ainda. E como não queria fazer a resenha dessa leitura, preferi citar apenas as melhores frases da obra. Espero que gostem...


Titulo original: Turtle all the way down
Ano: 2017
Páginas: 256
Editora: Intrinseca 
Onde encontrar: Skoob
Depois de seis anos, milhões de livros vendidos, dois filmes de sucesso e uma legião de fãs apaixonados ao redor do mundo, John Green, autor do inesquecível A culpa é das estrelas, lança o mais pessoal de todos os seus romances: Tartarugas até lá embaixo.
A história acompanha a jornada de Aza Holmes, uma menina de 16 anos que sai em busca de um bilionário misteriosamente desaparecido – quem encontrá-lo receberá uma polpuda recompensa em dinheiro – enquanto lida com o transtorno obsessivo-compulsivo (TOC).
Repleto de referências da vida do autor – entre elas, a tão marcada paixão pela cultura pop e o TOC, transtorno mental que o afeta desde a infância –, Tartarugas até lá embaixo tem tudo o que fez de John Green um dos mais queridos autores contemporâneos. Um livro incrível, recheado de frases sublinháveis, que fala de amizades duradouras e reencontros inesperados, fan-fics de Star Wars e – por que não? – peculiares répteis neozelandeses.


... a vida é uma história que contam sobre nós, não uma história que escolhemos contar.

A questão da espiral é que, se a seguimos, ela nunca termina. Só vai se afunilando, infinitamente.


Qualquer um pode olhar para você, mas é muito raro encontrar quem veja o mesmo mundo que o seu. 


O verdadeiro terror não é ter medo, é não ter escolha senão senti-lo.

Um dos desafios da dor, seja física ou psíquica, é que só podemos nos aproximar dela através de metáforas... De certo modo, a dor é o oposto da linguagem.

Sempre me senti incapaz de pensar direito, de concluir pensamentos, porque eles me vinham à cabeça não em linhas retas, mas num emaranhado de nós, enroscados uns nos outros, em areia movediça, sendo engolidos por buracos negros. 
Estar vulnerável é pedir para ser usado. 

A vida é uma sequência de escolhas entre incertezas. 

Até o silêncio tem uma história para contar. 

Foto: Tumblr


Não sabemos o peso de um pai até que ele seja nosso fardo.

Eu queria dizer mais, só que os pensamentos, inoportunos, indesejados, não paravam de invadir minha mente. Se eu fosse a autora da minha história, teria parado de pensar sobre o meu microbioma.
No fundo ninguém entende o que se passa com o outro. Está todo mundo preso dentro de si mesmo.
Estar vivo é sentir saudade. 

O verdadeiro terror não é ter medo, é não ter escolha senão senti-lo.

Você se lembra do seu primeiro amor porque os primeiros amores mostram – provam – que você pode amar e ser amada, que nada nesse mundo é merecido exceto o amor, que o amor é ao mesmo tempo como e por que você se torna uma pessoa.

Então, é isso gente. Espero que tenham gostado do post. Se tiverem alguma dica de livro, podem comentar.

Beijoss. e até a próxima!

Sou Alice Mendes, tenho 21 primaveras e sou Pernambucana. Aqui você encontra um pouco de tudo que eu mais amo no mundo: livros, seriados, filmes, fotografia e muito mais ;)

Busca

Facebook

Seguidores

Arquivos

Populares

Editoras Parceiras 2019

Tecnologia do Blogger.