Resenha: O Príncipe Congelado, de Raigor L. Ferreira

por - março 11, 2018

Oi oi gente!

A resenha de hoje é sobre uma das minhas leituras mais rápidas do ano. Esse livro eu recebi do autor, e quando iniciei a leitura não tinha noção da quantidade de páginas, até terminar a leitura dois minutos depois...
Porém, não é só porque o livro é curto que não deixou de ser agradável. Esse livro entrou na lista de melhores do ano, como a leitura mais rápida e bem desenvolvida até o momento. Acho que nem preciso dizer muito para vocês verem que eu recomendo essa obra, não é?!

Autor: Raigor L. Ferreira
Páginas: 10
Editora: Independente
Ano: 2017
Onde encontrar: Amazon  |  Skoob
Nas terras longínquas do Reino de Arvoredo, os habitantes já estavam acostumados com um príncipe fora do tradicional. Phelipe, o herdeiro superestimado do trono tinha uma condição exótica e que fazia os moradores do Reino se perguntarem: “Como alguém pode ser tão gelado?”. A resposta para a pergunta não era simples e esmerada. Na verdade, era muito complexo entender o que tornara a majestade, um homem tão frio e indiferente.


O Príncipe Congelado conta a história de Phelipe, um jovem príncipe que vive com os pais no Reino de Arvoredo. Após a morte do Pai quando ele tinha 6 anos, a sua mãe se exilou no quarto até o dia da própria morte 3 anos depois. Após tantas mortes Phelipe começou a ficar muito tempo sozinho e sem amigos. O jovem príncipe não tem nenhum membro da família para herdar o trono, restando apenas ele.

Quando Phelipe chegou aos catorze anos, ele começou a sentir mais frio que o habitual, e todos perceberam a mudança no Reino de Arvoredo. Nada era mais como antes... tudo estava congelado.

Com o tempo, a situação piorou. Não eram apenas tremores que o príncipe sentia. Seu corpo começara a resfriar de tal forma que seus pés ficaram congelados. 
Em um determinado dia, o príncipe recebe a visita da Princesa de Fogo. Após um tempo os dois viram amigos e não dura muito para um romance surgir entre eles. 

Enquanto alguns culpavam o príncipe pelo inverno permanente, outros apenas lamentavam o clima que passou a predominar, com certa esperança de que, algum dia, tudo voltasse a ser como era antes.
Será que o amor pode quebrar o encantamento que surgiu nos dois e finalmente trazer alegria para os habitantes das duas terras?


O livro é bem fininho e não tem muito do que falar da diagramação e capa, já que são bem simples. O que me encantou foi a forma que o autor usou para narrar a história, tudo de uma forma bem simples e formal. 

O autor não enrolou na hora de desenvolver o que foi bem legal, pois sendo um livro curto se fosse todo cheio de detalhes ou enrolações acabaria ficando chato e cansativo.



O livro é bem curtinho. Você termina a leitura em apenas alguns minutos, e ainda fica com vontade de ler algo mais do autor. Esse foi o meu primeiro contato com o autor, e posso dizer que com todas as letras que ele fez uma obra maravilhosa.

O Príncipe Congelado é um livro de fantasia bem leve que não deixou a desejar em nenhum aspecto. Eu super recomendo a leitura para você que está procurando algo rápido e leve, sem muitas extravagancias para esse mês.

Beijoss, e até a próxima!!

PODE SER QUE VOCÊ TAMBÉM GOSTE:

0 Comments