Resenha: Nove Regras a Ignorar Antes de se Apaixonar ~ Os Números do Amor #1

Gente antes de começar, eu quero explicar que vou resenhar falando dos dois personagens e o ponto de vista dos dois. Por que o livro conta a história de Gabriel, mas a Callie roubou a cena.

Editora: Arqueiro (Livro cedido para resenha)  ♥   Gênero: Romance de Época  ♥   Páginas: 288   ♥   Skoob  


A sonhadora Calpúrnia Hartwell sempre fez tudo exatamente como se espera de uma dama. Ainda assim, dez anos depois de ser apresentada à sociedade, ela continua solteira e assistindo sentada enquanto as jovens se divertem nos bailes. Callie trocaria qualquer coisa por uma vida de prazeres. E por que não se arriscar se, aos 28 anos, ela já passou da idade de procurar o príncipe encantado, nunca foi uma beldade e sua reputação já não lhe fará a menor diferença? Sem nada a perder, a moça resolve listar as nove regras sociais que mais deseja quebrar, como beijar alguém apaixonadamente, fumar charuto, beber uísque, jogar em um clube para cavalheiros e dançar todas as músicas de um baile. E depois começa a quebrá-las de fato. Mas desafiar as convenções pode ser muito mais interessante em boa companhia, principalmente se for uma que saiba tudo sobre quebrar regras. E quem melhor que Gabriel St. John, o marquês de Ralston, para acompanhá-la? Afinal, além de charmoso e devastadoramente lindo, ele é um dos mais notórios libertinos de Londres. Contudo, passar tanto tempo na companhia dele pode ser perigoso. Há anos Callie sonha com Gabriel e, se não tiver cuidado, pode acabar quebrando a regra mais importante de todas – a que diz que aqueles que buscam o prazer não devem se apaixonar perdidamente.
Calpúrnia Hatwell debutou quando tinha 18 anos, mas infelizmente por causa de seu "peso" não chamou a atenção de nenhum solteiro de Londres, e com isso não foi tirada para dançar. Decepcionada ela fugiu para o jardim e acabou na companhia do Marquês de Ralston que foi um cavaleiro e elogiou o seu nome dizendo que ela não deveria ter vergonha de ser o que ela é e o seu nome é lindo. 


Calpúrnia foi imperatriz de Roma, era forte, linda e mais inteligente do que os homens à sua volta. É um nome maravilhoso.

Ser solteira nos dias de hoje é completamente normal. Mas para Calpúrnia e a sociedade Londrina isso não é nada bom. Ainda por cima quando você tem 28 anos e sua irmã mais nova está se casando com um Duque. 

O livro é ambientado em Londres e se passa durante o Século XIX - onde todas as moças deveriam ser "Belas, Recatadas e do Lar". A nossa protagonista tem uma reputação que é de dar inveja a muitas moças da sua idade. Mas apenas ter uma reputação impecável não conta para ser pedida em casamento, ou até mesmo ser tirada para dançar. 

Bem, com o casamento de Mariana (sua irmã mais nova), Callie acabou recebendo alguns comentários maldosos de sua família. 

- Uma tragédia, não acha? Quem poderia imaginar? Com o seu dote, ninguém esperaria que nunca se casasse. [...] Mas antes que Callie pudesse responder, sua tia continuou:  - E agora na sua idade, podemos perder as esperanças. É praticamente impossível imaginar alguém pedindo sua mão. A não ser, claro, que seja um senhor mais velho, à procura de companhia no final da vida. Talvez isso possa acontecer.

Embora Callie ame a sua irmã e também esteja congratulando por causa do noivado, isso acabou sendo o ápice da humilhação. E após fugir da festa e se esconder com o Conde de Alendale (Benedick seu irmão mais velho ♥), Callie acaba tendo uma conversa com ele e decide se arriscar a fazer coisas que apenas homens são permitidos a fazer. Ela cria uma lista proibida.
E o primeiro item da lista ela vai cumprir naquela noite (♥). Ela vai beijar Gabriel grande amor de adolescência. 

Gabriel St.John, ou  como é conhecido o Marquês de Ralston. É o maior libertino de Londres, e ele gosta da fama de canalha pois até o momento não fez nada para mudar isso. Mas após descobrir que sua mãe teve uma filha na Itália depois de fugir de Londres e ter os abandonado ainda crianças ele e seu irmão. Ele pretendo cuidar da sua irmã Juliana e quer apresenta-lá a alta sociedade londrina. E com isso ele decide mudar a sua fama de libertino para ajuda-lá.
– Este não foi o beijo que veio buscar – falou Gabriel. 
– Ora, bem. Foi bastante agradável. Acho que estou muito satisfeita. 
– Bastante agradável não deveria ser o que está procurando. Nem o beijo deveria deixá-la satisfeita. 
Então ele a beijou. De verdade. Puxou-a contra si e pressionou a boca na dela, possuindo-a, tomando-a de uma forma que Callie nunca poderia ter imaginado. Foi como se ele lesse seus pensamentos e, quando ela não podia aguentar nem mais um instante, abraçou-a mais apertado e aprofundou o beijo, mudando a pressão.
E ela se perdeu. De repente, estava em chamas. Gabriel tinha razão. Este era o beijo pelo qual tinha vindo. Quando ele falou, seus lábios se curvaram junto à orelha dela, a respiração áspera transformando as palavras mais em um afago do que um som. 
– Beijos não devem deixá-la satisfeita. Eles devem deixá-la querendo mais.
Com a criação da lista Callie parece ter descoberto uma coragem e determinação que nem ela sabia que possuía. Gabriel ajuda Callie a cumprir alguns itens da sua lista, mas em troca ela terá que ajudar Juliana a se adaptar a Londres. Já que ele pretende apresenta-la a alta Sociedade.

O que era para ser uma aventura e distração acabou se transformando em algo mais intenso para os dois. Se Callie e Gabriel não tiverem cuidado podem acabar quebrando a regra mais importante de todas – a que diz que aqueles que buscam o prazer não devem se apaixonar perdidamente.

A maneira que a história é contada me conquistou, não há grandes dramas ou reviravoltas, mas desse jeito nós percebemos os pequenos detalhes, e isso torna alguns trechos muito especiais. O livro é contado em terceira pessoa, dando melhor visão do que todos personagens pensam e sentem um pelo outro.
A história se desenvolve de maneira natural, comparada aos livros do gênero, e outros livros dessa autora, mas para mim isso trás mais realidade ao livro. O livro abordou fatos da sociedade daquela época que são ótimos para pessoas que não conheciam.


Sabe aquele livro que você não consegue largar nenhum segundo e vai lendo até perder a hora, por estar louca para descobrir o final? Então eu lhes apresento a série Os números do Amor,  simplesmente me apaixonei pelo jeito da Sarah MacLean e do humor dela. Esse livro tem uma pitada de humor incrível.

Nove Regras a Ignorar Antes de Se Apaixonar é o primeiro livro da série Os Números do Amor. Já foi publicado o segundo livro e Dez Formas de Fazer um Coração se Derreter e como esse livro também tem regras, mas nós as encontramos em uma revista chamada Pérolas e Peliças.

Espero que tenham gostado da resenha, eu falei dos dois personagens separadamente.

Resenha: Legend - A Verdade se tornará lenda, da Marie Lu


Olá tordos e divergentes, a resenha de hoje é especialmente para você que ama uma distopia.

Enfim, eu comecei a leitura pensando em algo bem leve ou algo mais agitado, já que comparam essa trilogia com Jogos Vorazes e Divergente. 
Mas não chega nem perto de serem parecidos ou comparados com as obras...é melhor. Acompanhem ♥

Título: Legend   ♥  Autora: Marie Lu    ♥   Ano: 2012   ♥  Páginas: 256    ♥   Editora: Rocco   ♥    Comprar: Submarino | Saraiva| Skoob


Ambientado na cidade de Los Angeles em 2130 D.C., na atual República da América, conta a história de um rapaz – o criminoso mais procurado do país – e de uma jovem – a pupila mais promissora da República –, cujos caminhos se cruzam quando o irmão desta é assassinado e a ela cabe a tarefa de capturar o responsável pelo crime. No entanto, a verdade que os dois desvendarão se tornará uma lenda. O que outrora foi o oeste dos Estados Unidos é agora o lar da República, uma nação eternamente em guerra com seus vizinhos. Nascida em uma família de elite em um dos mais ricos setores da República, June é uma garota prodígio de 15 anos que está sendo preparada para o sucesso nos mais altos círculos militares da República. Nascido nas favelas, Day, de 15 anos, é o criminoso mais procurado do país; porém, suas motivações parecem não ser tão mal-intencionadas assim. De mundos diferentes, June e Day não têm motivos para se cruzarem – até o dia em que o irmão de June, Metias, é assassinado e Day se torna o principal suspeito. Preso num grande jogo de gato e rato, Day luta pela sobrevivência da sua família, enquanto June procura vingar a morte de Metias. Mas, em uma chocante reviravolta, os dois descobrem a verdade sobre o que realmente os uniu e sobre até onde seu país irá para manter seus segredos.

O livro se passa na Republica, que antes era o oeste dos Estados Unidos. Mas por causa de guerras com as Colônias, acabaram se dividindo e criando uma nova Monarquia. O livro é ambientando no ano 2130, e como dá para perceber os país não são mas os mesmos.

Quando uma criança pobre ou rica completa 10 anos, ela é submetida à uma Prova (Parecida com teste de aptidão). A partir da pontuação da prova o governo pode transferi a criança para um determinado setor ou trabalho. Se a criança tirar a nota máxima, que é 1500 (O que é raro, muuuito raro mesmo), ela é transferida para a melhor faculdade e ainda por cima ganha dinheiro para ajudar a família. Já uma criança que tirar uma nota mais baixa que 1.000 e 1.249 ou ser reprovada, vai deixar a família sem dinheiro e ainda por cima vai trabalhar nas turbinas de água, ou nas centrais elétricas

Day é um jovem rebelde, que se tornou o mais procurado da República por causa de acidentes e roubos. Ninguém sabe a aparência dele, apenas que ele é um rebelde importuno e que precisa ser parado. Day tem apenas 15 anos, e fica escondido nos setores mais pobres com a sua amiga Tess
Ele não concorda com a politica do governo, e a única coisa que o mantém no Setor Lake é a sua família, que acha que ele está morto. 


-Nunca lhe perguntei sobre esse nome de guerra. Por que Day?  
-Porque cada dia significa novas 24 horas. Cada dia quer dizer que tudo é possível de novo. Você pode aproveitar cada instante, pode morrer num instante, e tudo se resume a um dia após o outro.

June é a única jovem que alcançou a pontuação máxima na prova, ela se tornou a prodígio da República. Ela tem apenas 15 anos, e estuda na Universidade de Drake, mora no Setor Rubi com o irmão Metias - Um jovem soldado que cuida da irmã como ninguém. June é uma personagem forte e muito inteligente, ela perdeu os país em um terrível acidente. A sua única família é seu irmão Metias. 

Porém, Metias é assassinado e todas as provas apontam para Day. A procura de vingança June aceita trabalhar para à República que a convence de se disfarçar e ir procurar Day nos setores mais pobres. O que parecia uma simples missão para a jovem prodígio, acabou se tornando uma coisa pessoal e revelou segredos que nem June (E nem o leitor) pudesse imaginar. 


Isso poderia bastar para a autora, mas NÃO ela acrescenta mais lenha na fogueira.  

Eu me esqueci de mencionar que no livro tem uma Praga que assola os Setores mais pobres, e é isso que prende Day, ele quer proteger sua família. Em uma observação a sua família, Day percebe que o seu irmão mais novo Éden está doente. Sempre os soldados aparecerem para ver se tem mais alguém doente na casa ou se é uma Praga. Em uma vistoria rotineira dos militares eles marcam a porta da sua família com um X (até agora tudo normal, isso quer dizer que é apenas uma doença), mas enquanto o soldado marca um X ele passa uma linha na vertical (Isso nunca aconteceu)... 

Como está descrito na sinopse o livro vai ter um pouco de romance. Não chega a tanto, apenas o suficiente para fazer o leitor se apaixonar por Day June.
Como disse no início, você vai querer saber o que aconteceu no capitulo seguinte e qual o mistério que envolve a morte de Metias, o que tem por de trás do governo e o que é aquele X na porta do irmão de Day.


Os personagens secundários foram bem construídos e desenvolvidos de eles são de muita importância no primeiro e segundo livro (A autora soube manusear cada um e usá-los no segundo livro com maestria).

Achei maravilhoso a autora separar os capítulos alternando a narrativa entre Day e June. O designer e a diagramação do livro é de fazer qualquer um babar, ela é linda. A Capa é em alto relevo e passa ao leitor o cenário que encontramos na história e que é descrito na sinopse. Não encontrei nenhum erro de gramatica e achei o designer das páginas maravilhosas.

Legend da autora Marie Lu é o primeiro livro da trilogia e traz a história de um jovem rebelde e a prodígio da republica. June procura vingança e Day quer salvar a família. Mas, em uma chocante reviravolta, os dois descobrem a verdade sobre o que realmente os uniu e sobre até onde seu país irá para manter seus segredos. Uma história cheia de ação, intrigas e muito mistério.
Resenhas:
Legend - Você está nela
Prodidy - Ainda não foi publicada
Champion - Ainda não foi publicada

Sou Alice Mendes, tenho 21 primaveras e sou Pernambucana. Aqui você encontra um pouco de tudo que eu mais amo no mundo: livros, seriados, filmes, fotografia e muito mais ;)

Busca

Facebook

Seguidores

Arquivos

Populares

Editoras Parceiras 2019

Tecnologia do Blogger.